Perrengue na Argentina: sendo expulsa do avião

Nossa viagem para o sul da Argentina foi tão linda que resolvi deixar esse post para o final. Mesmo assim, como a ideia do Blog é contar todas as furadas e enrascadas, tenho obrigação de alertar quer decidir ir para esses destinos! Não é nada muito grave, mas serve como aviso.

Atrasos e cancelamentos… todos nós estamos sujeitos a passar por isso durante as viagens, seja qual for o meio de transporte. Quando isso ocorre por “forças da natureza” ou algum problema técnico não há o que fazer, mas o pior é quando você perde um voo por falta de informação por parte da própria companhia aérea. E foi isso que aconteceu conosco nessa viagem para a Argentina.

Inicialmente compramos passagem partindo10h40 de Buenos Aires para El Calafate. Uns três dias antes do voo recebemos um e-mail da companhia nos avisando de que nosso voo tinha sido antecipado em duas horas.  Até aí nenhum problema, jamais reclamaria de ter mais tempo para aproveitar um novo destino. Só que não foi bem assim…

Eu, minha mala e o avião.

Eu, minha mala e o avião.

Ao chegarmos no aeroporto nosso voo não aparecia nos monitores de partidas do salão de embarque. Havia apenas um voo com destino a El Calafate, o das 10h40 [noso voo inicial]. Fui até o guichê da companhia para pedir informações e o atendente disse que nem o número do voo e nem o horário dos monitores estavam valendo, pois tinham “juntado” os dois voos. Ele nos indicou o portão de embarque e virou as costas.

Achei a explicação meio estranha. Então eu resolvi perguntar para uma outra funcionária, que conferiu nossas passagens e novamente indicou o mesmo portão de embarque.

Chegando no local indicado o monitor com TODOS OS VOOS DO AEROPORTO mostrava apenas nosso voo antigo, das 10h40. Fiquei um pouco brava pelo rolo mas pensei o de sempre “acontece”.

Enfim nosso avião chegou e embarcamos. Quando já estávamos dentro do avião, bem acomodados, com cintos afivelados e tudo mais, eis que a comissária nos diz: “vocês precisam deixar o avião agora. Estão no voo errado”.

Oi? Sair do avião? Como assim?

Ela não sabia dar mais detalhes, disse que precisávamos sair para que o avião decolasse.

Pegamos nossas bagagens morrendo de vergonha e fomos novamente para a área de embarque, onde uma atendente pouco educada disse:”Vocês perderam o voo, não viram que não era este o voo de vocês?”. Ha, aí eu tive que rasgar todo o espanhol – que eu não tenho – para brigar com ela, que parecia nem me ouvir, apenas ficava digitando no computador.

Perguntei se não poderíamos partir naquele voo e ela só respondia “um momento”. Eu pedia para ela me explicar o que podia ser feito e a resposta era a mesma: “um momento”. E eu cada vez mais nervosa, com medo de perder o único voo do dia pra El Calafate.

Uma segunda atendente viu que havia algo errado e foi até lá. Ela perguntou o que  estava acontecendo e expliquei tudo, falei que os próprios funcionários nos orientaram e ela foi nossa salvação (Beeeijo Andrea, sua ANJA). Ela disse que realmente tinha nos visto desde cedo na sala de embarque, apertou duas teclas do computador e conseguiu nos colocar nos últimos 2 lugares do voo.

Honestamente, achei o aeroporto beeem bagunçadinho. Não sei dizer se essa confusão com os monitores de previsão de chegadas e patidas aconteceu apenas no dia em que estávamos lá. Mesmo assim, fica a dica: procure ao máximo informações do seu voo.

É isso pessoal! Não se esqueçam de comentar os posts, isso ajuda o blog a ganhar vida, me orienta sobre as preferências de vocês e me estimula, pois a cada comentário fico muito feliz! Você também pode acompanhar a gente no Facebook e Instagram

Dicas gerais do que fazer em Ushuaia e El Calafate

Oi gente, tudo bem?

Hoje vim listar os posts que fiz sobre Ushuaia e El Calafate, além de contar um pouquinho mais sobre cada cidade. No final no texto vou colocar TODOS os links de todos os posts sobre a Patagônia Argentina!

Para quem quer saber: Esta plaquinha que todo mundo tira foto fica no Porto, próximo dos pontos de venda de passeios.

Para quem quer saber: Esta plaquinha que todo mundo tira foto fica no Porto, próximo dos pontos de venda de passeios.

Como primeiro chegamos em El Calafate, vou começar por lá: É uma cidade muito pequena (4 mil habitantes) e tem apenas uma rua de comércio. Até dá para bater perna, mas se você andar muito rápido, vai chegar no final das lojas em 15 minutos. Mas não se engane, a cidade pode até ser pequena, mas é um charme que só!

Encontramos um lugar maravilhoso para comer, o Libro Bar. Ele fica na rua principal (óbvio), na estrada da Vila dos Gnomos. Além de ter uma comida deliciosa e o atendimento ótimo, o lugar é super aconchegante, cheio de livros e frases inspiradoras por todos os lados. Acho que fomos lá em dois, dos três dias que passamos na cidade.

Este é o interior do Libro Bar. :D

Este é o interior do Libro Bar. 😀

Já em Ushuaia há mais opções. Há também apenas uma rua principal mas ela é focada nos turistas, pois a cidade tem uns 60 mil habitantes. Há muitas lojas de materiais esportivos, roupas e claro, restaurantes bacanas. Dos que fomos, dois me chamaram atenção: o Bar de Pizza e o Andino. No Bar de Pizza como você já deve imaginar, tem uma pizza maravilhosa, mas as massas e empanadas também são deliciosas!!Mesmo!

O Andino é para quem quer uma comida um pouco mais normalzinha ou para quem quer comer a MELHOR cheesecake de frutas vermelhas DO MUNDO!! E olha que eu já comi cheescake por esse mundão! A melhor até hoje!

Tem também o Ideal Irish Pub, mas nesse caso a cerveja e a decoração valem mais a pena do que a comida. Em todo o bar, além dos motivos Irlandeses, toda a parede, eu disse TODA a parede é forrada com recadinhos de pessoas de todo o mundo que já visitaram o bar.

As paredes do bar são completamente forrada de recadinhos!

As paredes do bar são completamente forrada de recadinhos!

É claro que rasgamos toodo o nosso ‘portunhol’ para deixar o nosso bilhete!

IMG_3642
Para quem gosta de chocolate quente, um cafézinho ou um simples chocolate para souvenir, indico o Laguna Negra. É uma grande rede e tem tanto em Ushuaia quanto em El Calafate. Me apaixonei não só pelo sabor, mas por essa plaquinha que encontrei na loja:

IMG_3139

#MaisAmorPorFavor


Hotéis
Em El Calafate nos hospedamos no Hotel Quijote. Não é nenhum cinco estrelas, mas foi um preço justo pelos R$ 400 que pagamos por duas noites.

lavandas <3

lavandas <3

O quarto estava muito limpo, o café da manhã era bom e o hotel tinha praticamente uma plantação de lavanda bem na frente, o que me conquistou! <3

Em Ushuaia ficamos no Hostel Malvinas. Apesar de toda dedicação, delicadeza e bom atendimento do dono, só indico se você não tiver outro lugar. Pagamos cerca de R$ 600 por 4 noites e não valeu pelo quarto um pouco velho demais.

O dono é um amor, super atencioso e vem todas as férias para o Brasil, mas em termos de qualidade deixou um pouco a desejar.

O famoso carimbo
Quem gosta de viajar geralmente também se orgulha dos carimbos no passaporte. Em Ushuaia é possível carimbar o seu, eles te dão três opções de desenhos e pronto.

IMG_3326Para garantir o carimbo é só ir nos correios, uma casa azul que fica na rua principal. É fácil de encontrar: veja onde tem um monte de adolescente sentados conversando que é lá (juro, é que lá tem wi-fi grátis) hahaha
Também é possível carimbar no Parque Nacional, mas não consegui ir! 🙁

Se eu voltaria para essas duas cidades? Claro que sim! Eu voltaria no inverno para ver coisas diferentes, são lugares únicos, encantadores. Agora a lista de posts:

–  Caminhando sobre a geleira: Trekking em Perito Moreno #ElCalafate

A cara da felicidade por andar no gelo!

A cara da felicidade por andar no gelo!

–  Visita ao Parque Nacional Los Glaciares 

O Glaciar!

O Glaciar!

–  Conhecendo o Farol Les Eclaireurs e as ilhas de Ushuaia

Ele leva a fama, mas não é o "verdadeiro" Farol do Fim do mundo!

Ele leva a fama, mas não é o “verdadeiro” Farol do Fim do mundo!

– Trilha pela Laguna Esmeralda com neve!

IMG_4852

Passando o dia com os pinguins da Isla Martillo e as lindas Árvores Bandeira

IMG_4677

Conhecendo os pinguins da Isla Martillo e as lindas Árvores Bandeira

Hoje vou contar como foi nosso passeio até a chamada Pinguinera, passando pela famosa Estância Harberton, Isla Martillo e também pelas lindas Árvores Bandeira!  Muita gente que vai para Ushuaia quer ver pinguins e comigo não seria diferente, principalmente em um lugar que não é um zôo e sim onde eles ficam livres. Prova de que tudo é muito bem organizado, é que os animais voltam em maior número a cada ano. 😀

Árvore Bandeira!

Árvore Bandeira!

Há duas formas de se fazer esse passeio: por terra e de barco, pelo Canal de Beagle. Mas, ver as Árvores Bandeira foi determinante para eu fazer o passeio por terra. Para isso, logo cedo nós caminhamos até o porto para esperar o guia que nos levaria até lá. Acho que umas 15 pessoas faziam parte do nosso tour, mas foi bem traquino.

Assim que o ônibus apareceu, partimos pela Ruta 3 por uns 20 minutos e depois entramos em uma estrada de terra que nos levou até Harberton. Já próximo a Estância, paramos para conhecer as Flag Trees e que coisa interessante. A vista de lá é linda e as árvores deixam tudo ainda mais lúdico!IMG_4654

Foto versão hadouken! #OsNerdPira

Foto versão hadouken! #OsNerdPira

Eu já falei isso em posts anteriores, mas vou repetir: venta MUITO por toda Patagônia Argentina e esses ventos são os responsáveis, digamos assim, pela “criação” dessas árvores. Isso porque, como eles são fortes e constantes, a copa das árvores vai crescendo moldada pelas rajadas de vento. Coisa linda de natureza que me choca com tamanha grandeza!

IMG_4622

Sim, sou do tipo que senta no chão mesmo que a terra esteja molhada só para aproveitar a vista.

Tivemos cerca de 20 minutos para apreciar a paisagem, tirar fotos e caminhar um pouco. Desse ponto se tem uma vista linda do Canal de Beagle com montanhas ao fundo. Uma cena constante, mas encantadora por toda Ushuaia.

IMG_4771

Já na Estância Harberton

Voltamos ao ônibus e em menos de 5 minutos já estávamos na fazenda. De lá pegamos um pequeno barco até a Isla Martillo, onde as colônias de pinguins ficam durante todo o verão. Fomos no final do verão e muitas famílias de pinguins já tinham caído na água e partido para outro lugar. Mesmo assim deu para ver alguns.

IMG_4677

IMG_4733

No início foi divertido ver várias espécies e filhotes andando desengonçado e algumas mães bravas. No início… porque 15 minutos depois já não tinha tanta graça assim. Acho que se tivéssemos ido em uma época com mais pinguins ou viajando com crianças, talvez fosse mais interessante.

Pude ver essa mesma sensação nos olhos de quase todos que estavam lá. Fora que, neste dia em especial, o vento estava acima do normal e muitos pinguins estavam escondidinhos no calor de suas tocas. Acho que ficamos quase uma hora lá e foi mais que o suficiente.

IMG_4690

IMG_4749

IMG_4686

É claro que essas são as dores e delícias de se ver os animais em seu hábitat natural. Prefiro assim do que em um zoológico onde ele não tem muita opção do que fazer.

Então o saldo é esse: pinguinera vale a pena, mas a não ser que você seja um pesquisador, um apaixonado por pinguim ou esteja com crianças, não compre o passeio para um dia inteeeeiro apenas na Isla Martillo. Esse que eu fiz está de bom tamanho.

Na volta paramos para um lanche na Estância Harberton. Esta fazenda foi declarada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO, então é muito bacana passar um tempo lá e tudo estava delicioso.

Valores
Este foi um passeio longo com vários pontos turísticos visitados. Fizemos com a Piratur e pagamos $ 800 pesos por pessoa, algo em torno de R$ 228. Achei um pouco salgado, porém justo.

Para quem quer saber: Esta plaquinha que todo mundo tira foto fica no Porto, próximo dos pontos de venda de passeios.

Para quem quer saber: Esta plaquinha que todo mundo tira foto fica no Porto, próximo dos pontos de venda de passeios.

É isso pessoal! Não se esqueçam de comentar os posts, isso ajuda o blog a ganhar vida, me orienta sobre as preferências de vocês e me estimula, pois a cada comentário fico muito feliz! Você também pode acompanhar a gente no Facebook e Instagram