Keukenhof 2017: dicas sobre o maior e mais famoso jardim de tulipas da Holanda

KeukenhofO Keukenhof é uma das atrações mais visitadas na Holanda, até já contei como foi minha experiência aqui nesse post. O parque é absurdamente lindo… uma enxurrada de cores!

Antes que me pergunte, por motivos óbvios o parque fica aberto apenas durante a primavera. Fora dessa época, me desculpe, meu amigo, mas você não verá tulipas.

Então programe-se: em 2017, o Keukenhof estará aberto para visitação de 23 de março até o dia 21 de maio. Agora prepare-se para uma overdose de fotos lindas! <3Keukenhof

Keukenhof

Keukenhof

E olha, mesmo para um lugar que funciona por curto período de tempo, os números do Keukenhof impressionam: são mais de 7 milhões de flores expostas e 700 espécies diferentes plantadas ao longo do parque, que fica em Lisse, cidade distante cerca de 40 quilômetros de Amsterdam.Keukenhof

Keukenhof

Keukenhof

Dá pra ir tranquilamente de carro já que há um estacionamento enorme lá. Se você não estiver de carro, não se preocupe, pois dezenas de ônibus saem diariamente de várias cidades da Holanda e levam os turistas até dentro do parque.Keukenhof

Keukenhof

Keukenhof

A entrada no parque não é gratuita. Paga-se €16,00 por pessoa (valores de 2016/adultos) e há ofertas para quem vai de grupo, mas precisa ser mais de 20 pessoas. No site do Keukenhof você pode obter todas as informações. Keukenhof

Keukenhof

Keukenhof

Se quiser dicas sobre o parque clique aqui, mas se quiser informações sobre a Holanda e não só sobre o Keukenhof, clica aqui e tenha as melhores referências por quem mora lá há anos!Keukenhof

Keukenhof

Keukenhof

O Keukenhof é absurdamente lindo e uma das melhores recordações da minha vida, já que fui no meu aniversário! Aqui vale reservar um dia inteiro para caminhar pelas trilhas ultra-coloridas. Dá para levar crianças ou ir sozinho. O que vale é não perder essa oportunidade única!

Para quem quer saber é possível sim conhecer os campos de flores, mas evitem os últimos dias de abril, pois é aniversário do Rei e o parque fica absolutamente lotado. Quando fui não havia visitação exatamente por isso.
Keukenhof

É isso pessoal! Não se esqueçam de comentar os posts, isso ajuda o blog a ganhar vida, me orienta sobre as preferências de vocês e me estimula, pois a cada comentário fico muito feliz! Você também pode acompanhar a gente no Facebook e Instagram

Série Trapista: Um tour pelos mosteiros cervejeiros [Parte II]

Este é o nosso último post sobre os mosteiros cervejeiros da Europa. Como disse no texto anterior, o turismo cervejeiro vem crescendo entre os brasileiros pois as cervejas importadas estão sendo facilmente (e finalmente) encontradas até nos supermercados. Coisa que antes não acontecia! Como amante de cerveja eu aproveito minhas viagens para conhecer novos rótulos e é claro, novas cervejarias.

Esses dois posts citam apenas os 7 mosteiros cervejeiros que visitei, mas na verdade os onze autorizados a engarrafar e vender suas produções são:

  • 6 na Bélgica: em Rochefort, Achel, Orval, Westmalle, Vleteren Oester, Chimay
  • 2 na Holanda – Konigshoeven e Abdij Maria Toevlucht
  • 1 na Áustria – Engelszell
  • 1 nos Estados Unidos – St. Joseph’s Abbey
  • 1 na itália -Abadia das Três Fontes – Essa última ganhou o selo em 2015!!!

trappist Westmalle
Dos mosteiros que estive, esse é o que menos se parece com o restante, mas isso não quer dizer que não seja igualmente bonito como os outros. Uma curiosidade do local é que aqui o espaço onde funciona o bar/restaurante fica completamente separado do mosteiro: o restaurante fica de um lado da rodovia e o mosteiro fica do outro. Nos finais de semana o estacionamento fica lotado.

Mesmo não sendo possível entrar no mosteiro, é possível contornar a construção caminhando. Ao fundo há uma pequena reserva onde famílias fazem caminhadas e também é possível ver a plantação de cereais deles e todo o – enorme – estoque de engradados de cerveja.

Westmalle trappist

Westmalle trappist

DSCN5154

Westvleteren
Uma das mais especiais por um único motivo: você só bebe ela no mosteiro onde é fabricada! Claro que com o mundo globalizado você até encontra uma garrafa ou outra por aí, mas não é tão fácil de achar quanto as outras.Westvleteren trappist

Aqui um mosteiro ao oeste da Bélgica e completamente cheio de famílias e velhinhos amantes desse líquido sagrado. Tudo funciona em um grande salão e o mais legal é que muitos pratos servidos no restaurante utilizam a cerveja produzida como um dos ingredientes. Além é claro do pão que é uma delícia!

Westvleteren trappist Chimay
Também tem o ponto de fabricação distante do ponto de venda. O local onde pode-se degustar uma Chimay é tão pequeno que passamos na rodovia e quase nem vimos! É sério! O local não tem muitas sinalizações e em nada se parecia com um bar ou restaurante. Depois ficamos sabendo que isso é meio de propósito! haha

Chegamos até o mosteiro onde nos avisaram que ali era apenas a fabricação e a parte religiosa. O mosteiro é lindo, passamos tanto tempo nele, que na volta quando passamos pelo restaurante ele já estava fechado. Vale a visita apenas se você estiver por perto.

Opa, ali vende Chimay, que legal! Não, péra! Será que a Chimay é ali??

Opa, ali vende Chimay, que legal! Não, péra! Será que a Chimay é ali??

 

Siiiim! Ali é a Chimay, mas agora está FECHADO!!

Siiiim! Ali é a Chimay, mas agora está FECHADO!!

Sim, fica no meio do nada! Não dava pra pedir informação!

Sim, fica no meio do nada! Não dava pra pedir informação!

La TrappeKonigshoeven
Mais conhecido como ‘O mosteiro da La Trappe’ aqui está um dos mais importantes lugares para se conhecer. Um dos poucos que funcionam fora da Bélgica, o monastério de Koningshoeven fica na Holanda e é lindo!

Além de poder fazer um tour guiado para ver a fabricação da cerveja, o local tem um restaurante maravilhoso, com pratos muito muito muito gostosos que levam a cerveja como ingrediente (tem até pão de La Trappe). Nesse restaurante você pode sentar e provar cada um dos estilos e é claro, na saída do mosteiro também tem uma lojinha para você comprar coisas que vão de cerveja a medalhas de santos e casacos!

Konigshoeven La Trappe

Konigshoeven La Trappe

Konigshoeven La Trappe

DSCN5639

É isso pessoal! Não se esqueçam de comentar os posts, isso ajuda o blog a ganhar vida, me orienta sobre as preferências de vocês e me estimula, pois a cada comentário fico muito feliz! Você também pode acompanhar a gente no Facebook e Instagram

Nove lugares ao redor do mundo para se tomar cerveja

Nem só de roteiros, fotos e souvenirs são feitas as viagens. Eu, por exemplo, sou apaixonada por cerveja e aproveito todas as viagens para conhecer os produtos regionais. Se você também aprecia essa combinação mágica de água, lúpulo, malte e cevada, chega aí que hoje vou te mostrar os NOVE melhores lugares para tomar aquela cervejinha ao redor do mundo!

Temple Bar

DSCN6047

Este lendário pub ficou tão famoso por Dublin afora que todo o quarteirão de pubs e restaurantes onde ele fica hoje se chama Temple Bar! O pub fica aberto (e cheio) sete dias por semana e sempre tem música ao vivo para animar a galera. Lá você pode encontrar vários rótulos para Leprechaum nenhum botar defeito!

DSCN5426Brouwerij ‘t IJ
Sem dúvidas é um dos lugares mais legais de Amsterdam! Nada mais tradicional do que tomar uma cerveja artesanal holandesa em um moinho de vento. Isso mesmo! A cervejaria funciona dentro do moinho!

A produção deles é completamente artesanal e é super limitada, pois eles fazem tudo lá mesmo! Além da cerveja ser de uma qualidade altíssima, o bacana é que há poucos turistas, então você pode bater um papo com os holandeses e dá até pra fazer uma visita à fábrica.

Há uma área interna e se estiver aquele dia lindo, também tem uma área externa para você sentar e tomar aquele chopp.

La trappe
DSCN5680_3

Quem gosta de cerveja já ouviu falar das cervejas Trapistas, feitas em monastérios e exclusivamente sob a supervisão de um Monge.  E ir em nos lugares que produzem essa belezinha é emocionante. Um dos poucos que funcionam fora da Bélgica, o monastério de Koningshoeven fica na Holanda e é lindo!

Além de poder fazer um tour guiado para ver a fabricação da cerveja, o local tem um restaurante maravilhoso, com pratos muito muito muito gostosos que levam a cerveja como ingrediente (tem até pão de La Trappe). Nesse restaurante você pode sentar e provar cada um dos estilos e é claro, na saída do mosteiro também tem uma lojinha para você comprar coisas que vão de cerveja a medalhas de santos e casacos!

Orval
DSCN9194 2

Ainda falando sobre cerveja Trapista, Abadia Notre Dame D’Orval fica na Bélgica e ao contrário das outras cervejarias trapistas, a Orval vende apenas um único tipo de cerveja ao público em geral. Dos 171 mosteiros trapistas existentes no mundo apenas dez são autorizados a marcar suas cervejas com o selo de autenticidade trapista e eu conheço 7 desses dez monastérios

O local onde a Orval é produzida é definitivamente o mais lindo de todos! Além de poder sentar e apreciar uma autêntica Orval, o pátio do monastério é cercado por lindas construções e há também ruínas de um primeiro monastério que nunca ficou pronto. Merece a visita!

DSCN1757Hofbrauhaus
Se você estiver se programando para conhecer a Alemanha, inclua a cidade de Munique no seu roteiro! Além da Oktoberfest, nesta cidade fica a casa da cerveja HB, uma das mais tradicionais – e deliciosas – do mundo!

Fundada em 1589 por um duque, ela só foi mesmo aberta ao publico em 1828 e inclusive teve seu prédio destruído em um bombardeio durante a Segunda Guerra Mundial. A Hofbräuhaus também entrou para a história por ser frequentada pelo ditador austríaco Adolf Hitler… era lá que ele tomava uns porres de vez em quando e até fazia reuniões de seu partido!

FrangÓ
Esse bar fica na Freguesia do Ó, em São Paulo e atrai amantes da cerveja. É do tipo de bar que tem personalidade e alma de boteco, coisa linda de ser preservada hoje em dia!  Pequeno, mas muito aconchegante e tem 450 rótulos de cerveja o que é o mais importante!

Guinness Store House

DSCN6053
Se estamos falando de pub, bar ou boteco, nada mais justo do que falar de uma das cervejas irlandesas mais conhecidas do mundo, a Guinness. Com mais de 250 anos de tradição a Guinness resolveu contar toda a sua história em um museu montado onde a primeira fábrica da cervejaria funcionou: o Guinness Store House.

Lá, além de aprender sobre o processo de fabricação da cerveja, tem uma loja (claro) e o visitante é levado até o último andar do prédio onde funciona o Gravity Bar. Esse bar possui 360 graus e é feito de vidro, dá para ver a cidade toda do alto (e tomando uma pint de Guinness)!

DSCN8668Delirium Tremens
Este famoso pub fica em Bruxelas, na Bélgica e tem nada menos do que mais de  2.500 rótulos de cerveja em seu cardápio e a decoração por sí já é um espetáculo!!

Sim, o menu é bem extenso e provar todas no mesmo dia não me parece uma boa ideia! É bem fácil chegar neste pub porque ele fica pertinho da Grand Place e caso seus amigos prefiram outro tipo de bebida, não tem problema, o Delirium é um circuito de pubs “temáticos” que ficam um ao lado do outro que vai da cerveja à tequila. É festa para todo o tipo de gosto!

DSCN5417Heneken Experience
Ela foi montada no mesmo lugar onde funcionava a fábrica dessa cervejaria holandesa. Por cerca de 19 euros você pode entrar na velha fábrica para fazer um tour pelo local, ver os tonéis gigantes, ver o lúpulo, a cevada, ter uma aula básica de como a Heineken é feita e no final ainda toma um copinho de cerveja. As visitas também são guiadas em inglês e espanhol (Não, não tem em português).

Já para aquele que não quer gastar com o tour, vale entrar ao menos na loja de gifts. Lá dentro você encontra camisetas, copos, jarras, bonés, tapetes, casacos, imãs, canecas, quadros, cervejas, abridores, bandejas, enfim, uma infinidade de souvenirs de todos os tamanhos.

É isso pessoal! Não se esqueçam de comentar os posts, isso ajuda o blog a ganhar vida, me orienta sobre as preferências de vocês e me estimula, pois a cada comentário fico muito feliz! Você também pode acompanhar a gente no Facebook e Instagram