Praças de Roma: Conheça a cidade através de seis praças famosas e suas histórias

Assim como em toda a Europa, as praças são muito comuns e importantes na Itália. Era uma maneira que os antigos tinham de socializar. Eram nas praças que se encontravam para discutir sobre política, economia ou só para bater papo mesmo em um desses deliciosos dias de verão! É algo cultural.

Você vai reparar a quantidade de praças quando estiver montando seu roteiro: é piazza pra cá, piazza pra lá e se você não se organizar, vai se confundir! rs Por isso hoje listo 6 importantes praças dessa cidade que tanto amo!

Piazza di Spagna
Essa é uma das praças mais famosas da cidade. A atração aqui é uma enorme escadaria com 135 degraus que foi construída em 1725 para ligar a praça à Igreja Trinità dei Monti, que fica lááá no topo. Assim como quase todas as praças de Roma, a Piazza di Spagna também tem uma fonte, a fontana della Barcaccia, e ela é mega famosa já que foi esculpida por Pedro e Gian Bernini (pai e filho e grandes nomes do Barroco).

Mas confesso que já tive uma relação de amor e ódio com essa praça! Da primeira vez que fui à Roma só tinha visto imagens da praça na primavera, quando ela fica toda colorida e cheia de flores. Acontece que era inverno e, além de não ter flor alguma, a igreja citada acima estava em reforma e no lugar de uma bela igreja no final da escadaria havia um tampão de madeira. Decepção dita e feita! rs

Voltei uma segunda vez e a impressão mudou bastante. Também era inverno e obviamente não havia lindas flores por lá, mas a igreja já estava restaurada e a vista valeu a pena!

Eu e a minha mamis!

Piazza della Rotonda
É a praça onde fica o Pantheon e sua fonte, a Fontana del Pantheon. A vista aqui é linda e o legal é que essa praça datada de 1575 também abriga um pequeno obelisco que foi construído em cima da fonte, em 1711. Para saber mais sobre o Pantheon é só ler esse post aqui.

Piazza Navona
Essa praça é super tradicional e mostra o quanto os romanos amam praças. Os registros históricos mais antigos remetem à Roma antiga, quando no espaço onde hoje existe praça foi erguido o Estádio Domiciano (81 d.C). Depois de alguns séculos é que o estádio deu lugar à praça e ela foi sendo repaginada ao longo do tempo.

Na Piazza Navona fica o Palazzo Phamphilj, onde funciona a Embaixada Brasileira desde 1920 (se precisar, já sabe) e a praça conta com três fontes históricas. A mais famosa é a Fonte dos Quatro Rios, que representa os famosos Rios Danúbio, Ganges, Nilo e Prata (esculpida pelos Bernini).

Essa é a famosa Fontana di Nettuno

Ao norte da praça está a Fontana di Nettuno, datada de 1574 e a Fontana del Moro (datada de 1576) está na área sul. Ambas esculpidas por Giacomo della Porta. Mais sobre a Piazza Navona aqui. 

Piazza Venezia
“Prazer, eu sou a Piazza Venezia, mas também pode me chamar de rotatória”. Sim, é bem isso! Ao contrário das grandes praças da cidade, a Praça Veneza é uma rotatória, que intersecta várias ruas e avenidas de Roma. Ela também é muito conhecida por ficar bem em frente ao Monumento Vittorio Emanuele e pela proximidade do Coliseu. O Monumento, que por sinal tem uma vista panorâmica lindíssima! Duvida? Clica aqui e veja nosso post!

Piazza San Pietro
Tecnicamente essa praça não fica em Roma e sim no Vaticano, que é o menor país do mundo (cabe em 2 quarteirões). Mas vamos esquecer essa mera formalidade, ok? Aqui está a praça mais famosa e sem dúvida nenhuma a mais visitada da cidade.

Como quase tudo em Roma, a Piazza San Pietro foi construída em cima de outro lugar ainda mais antigo (aka Circo de Nero onde milhares de cristãos foram mortos) e foi apenas lá pelo século XVII que ela ganhou novos ares e foi remodelada por Bernini (eita família que trabalhou, heim?).

Bem no meio da praça há um obelisco de 40 metros de altura e cerca de 300 toneladas. E não é um obelisco qualquer: ele foi surrupiado direto do Egito Antigo pelo império romano e levado para Roma (mais alguém imagina como os caras fizeram isso?) e zanzou por outros cantos da cidade até ser colocado ali. Aqui nesse post do Blog 360 Meridianos tem várias outras curiosidades super bacanas.

Como toda boa praça de Roma há uma fonte, na Piazza San Pietro existem duas. Elas datam do século XVII e foram construídas em bronze e granito e cada uma fica de um lado do obelisco. O Vaticano é lindo e dá inclusive para assistir uma audiência com o Papa. Para saber mais é só clicar aqui. 

Campo dei Fiori
Aqui está a única praça de Roma que não tem ao menos uma igreja ao redor. De segunda à sábado há um mercado de flores, frutas, legumes e verduras por aqui e que só vale a visita caso queira comprar alguma coisa.

Não que a praça seja feia, pelo contrário, mas se compararmos às outras, ela não tem muito a oferecer.

Talvez o mais interessante dessa praça seja uma estátua de Giordano Bruno, um filósofo que em 1600 foi queimado vivo aqui mesmo nessa praça simplesmente por declarar que a Terra girava ao redor do sol.

Essas são as principais praças de Roma. É claro que existem muitas outras como você poder conferir nessa lista aqui e a importância delas vai de acordo com o seu gosto. Pesquise mais, mas não deixe de incluir algumas delas no seu roteiro. Roma é uma cidade encantadora em qualquer época do ano!

É isso pessoal! Não se esqueçam de comentar os posts, isso ajuda o blog a ganhar vida, me orienta sobre as preferências de vocês e me estimula, pois a cada comentário fico muito feliz! Você também pode acompanhar a gente no Facebook e Instagram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *